tan ed

tan ed

Sobre “La Minuana”

Por Simone Sauressig Um dos maiores desafios para quem escreve é a tradução da voz oral para a Literatura. Não se trata de transcrição: cada

leia mais »

Pat Schneider

por Thomaz Albornoz Neves THE PATIENCE OF ORDINARY THINGS It is a kind of love, is it not? How the cup holds the tea, How

leia mais »

Henrik Nordbrandt

por Thomaz Albornoz Neves Rendição Eu me rendo às coisas exteriores com a mesma destreza que as evito Montanhas e águas, árvores e sombras são,

leia mais »

De Courtoisie para Albornoz

POEMAS CHINOS UN NUEVO EMPERADOR para Thomaz Albornoz Neves, entrañable amigo y poeta brasileño, desde el paraíso perdido en Medellín hasta la frontera que nos

leia mais »

Sobre Thomaz Albornoz Neves

Thomaz Guilherme Albornoz Neves (Sant’Ana do Livramento, 23 de dezembro de 1963) é um poeta brasileiro que construiu sua trajetória à margem da tradição lírica

leia mais »

Memória Poética III Encontro Esteros

III Encuentro Esteros 2022, una memoria poética. Carolina ZamudioAndrea Rivas, Ann-Marie Almada, Blanca Emmi, Carlos Aldazábal, Edel Morales, Elbio Chitaro, Encuentro Esteros, Esteros, Felipe García Quintero, Fundación Esteros, Gonzalo Escarpa, Graciela Estévez, Gustavo Osorio de Ita, GUstavo Wojciechowski, III Encuentro

leia mais »

Esboços

 Das mais de 80 lâminas catalogadas nos arquivos de Thomaz Albornoz Neves, apenas 33 estão aqui reunidas. Abarcam de 1981, ano em que deixa Sant’Ana

leia mais »

Por Bruno Tolentino

Sobre Sol sem imagem Se Valéry ses’t trompé – como quer Bonnefoy desde a frase de abertura do seu famoso ensaio sobre o Maitre[1] – certamente

leia mais »

Por Rodolfo Alonso

Nota do tradutor Tive a oportunidade de escutar, ao vivo, da própia boca do autor e em diferentes festivais (Medellín ou Rosário, por exemplo), muitos

leia mais »

Por Ricardo Viera Lima

Um poeta fora dos eixos   Se “todo livro importante é livro de exílio”, conforme advertiu Edmond Jabès, Thomaz Albornoz Neves seguiu o conselho à

leia mais »

Por Fernando Py

  A concisão que distingue   O que distingue, à primeira vista, a poesia de Thomaz Albornoz Neves, é a sua concisão. Todos os poemas

leia mais »

Por Ivan Junqueira

  Lições do Exílio   Sempre percebi, na poesia de Thomaz Albornoz Neves, um obstinado empenho no sentido de procurar dizer o máximo com um

leia mais »

Vladimir Holan

  Em um cemitério de província, junto ao muro dos suicidas Aqui, onde o pasto roça a foto dos mortos e a monja das lápides

leia mais »

Golfe e inclusão social

O campo de golfe do Clube Campestre de Livramento está na margem do baixo São Paulo, bairro proletário há já algumas décadas esvaziado pelo fechamento

leia mais »

tan editorial

Idealizada por Thomaz Albornoz Neves, a chancela tan ed. reúne títulos  de autores cisplatinos e afins. São obras de fotografia, arte, poesia, ensaio e relato escritas em português e espanhol (com alguma pitada de portunhol). O empreendimento é solitário, sazonal e sem fins lucrativos. Os livros têm a mesma identidade gráfica e são, na sua maioria, ilustrados com desenhos do editor. A tiragem varia entre 75 e 300 exemplares numerados.